segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

TEOLOGIA DA PROSPERIDADE NO BRASIL: IGREJA UNIVERSAL, IGREJA INTERNACIONAL DA GRAÇA DE DEUS, PASTOR VALDOMIRO, REDE GLOBO, ETC.








CONTINUANDO O ARTIGO DO JORNALISTA CLAUDIO CUNHA , ELE FAZ UM BREVE HISTÓRICO DO NEOPENTECOSTALISMO NO BRASIL, FALANDO DE EDIR MACEDO, PASTOR SOARES  E DA INFLUÊNCIA DA TELEVISÃO NA BATALHA POR FIÉIS.


Na conta do santo



A primeira semente deste ostensivo neopentecostalismo brotou no Brasil com a Igreja Universal do Reino de Deus, fundada em 1977 pelo bispo Edir Macedo.





Três anos depois, o pastor R.R. Soares, casado com Magdalena, irmã de Macedo, saiu do ninho da Universal para fundar sua própria igreja, a Internacional da Graça de Deus, que acaba de alugar a tela do horário nobre da Band graças ao verbo divino e a verba milionária do pastor.







Uma década depois, o bispo Macedo, ainda mais próspero do que o cunhado, comprou a sua própria rede de TV, a Record, hoje a segunda maior audiência do país (4,7 pontos) no horário nobre das noites de dezembro passado, embora ainda distante da Globo (13,8).



Os televangelistas brasileiros aparentemente compõem um paraíso na terra e no ar rico em mirra, incenso e ouro, muito ouro.

Há tempos, quatro grupos evangélicos rondam o empresário Sílvio Santos, que topa tudo por dinheiro, na esperança de amealhar o espaço das madrugadas do SBT por módicos R$ 20 milhões mensais.

Em 2009, o próprio Edir Macedo alvejou sua maior concorrente: ofertou R$ 545 milhões para alugar o espaço das madrugadas da Rede Globo para a sua Igreja.

A Globo piscou, não respondeu, e o bispo voltou à carga em agosto passado, disposto a mover céus e terras.

Nada feito.





A contabilidade desses pastores, pelo jeito, oscila entre o inferno e o paraíso.

O bispo que oferecia milhões para comprar um naco do maior concorrente era o mesmo dono da igreja que fazia um descarado apelo em seu blog, em abril passado, para que os fieis juntassem alguns trocados para ajudá-lo a pagar a conta salgada de seu site.











Coisa miúda, apenas R$ 107.622 mensais, que o pobre bispo diz gastar com despesas mundanas como hospedagem do servidor, salário dos funcionários, água, luz e gastos administrativos da manutenção do site.

Se o Espírito Santo lhe tocar, nos ajude a carregar essa responsabilidade”, escreveu o bispo, implorando por uma doação mínima de R$ 20.



O espírito santo, aparentemente, tocou a Rede Globo.

A emissora dos Marinho odeia o bispo Macedo, mas adora os evangélicos.









Na véspera do Natal de 2011, em 18 de dezembro, a maior rede desta vasta nação católica rasgou o hábito e transmitiu o seu primeiro evento evangélico, gravado uma semana antes no Aterro do Flamengo, no Rio.






O público presente, apenas 20 mil pessoas, foi uma heresia para as ambições bíblicas da Globo, mas a fiel audiência na telinha na tarde do domingo seguinte foi uma bênção divina.

Ao longo dos 75 minutos do programa, condensado de quase oito horas de gravação ao vivo (entre 14h e 21h30), apresentaram-se nove artistas no “Festival Promessas 2011”, sob o comando do astro global Serginho Groisman.

 Um dos mais festejados foi o cantor Regis Danese, 39 anos, que vendeu um milhão de cópias com um único disco gospel, “Compromisso”, o único a conquistar o primeiro lugar em rádios e TVs seculares do país e que lhe garantiu a indicação para o prêmio Grammy Latino em 2009.



A conversão da Globo



Antes desse sucesso, Danese já era consagrado como artista do “Só Pra Contrariar”, um grupo de pagode que ainda ostenta o 27º lugar do ranking brasileiro, com 8 milhões de discos vendidos.

Apesar disso, com problemas no casamento, converteu-se ao protestantismo no início do século.

Salvou o matrimônio com Kelly, sua parceira musical, e engordou ainda mais o bolso.

 O álbum “Compromisso”, que conquistou o “Disco de Diamante” pela venda de 500 mil cópias em apenas quatro meses de 2008, traz o seu maior sucesso, “Faz um Milagre em Mim”.

O jornalista Tom Phillips, do diário britânico The Guardian, anotou que, logo após sua triunfal apresentação no festival da Globo, Danese foi indagado na entrevista coletiva sobre os fundamentos deste milagre musical: “O senhor escutou a voz de Deus? O que ele disse?”, perguntavam-lhe.

O ex-pagodeiro explicava e, embevecido, o isento repórter da revista Nova Jerusalém ressoava a cada resposta: “Amém. Louvado seja o Senhor!”




A genuflexão da Globo não representa uma súbita conversão da emissora ao credo evangélico da música: “A Globo não é um canal católico, e sim secular e republicano. Apenas documentamos um festival gospel por sua crescente importância na vida cultural do Brasil”, esquivou-se Luiz Gleizer, diretor da TV, ao jornalista britânico que ecoou o festival sob uma manchete embalada pela típica ironia inglesa: “O gospel começa a dar o tom no Brasil, a casa da bossa nova”.



Os profetas da Globo não sabem entoar um único salmo, mas como os apóstolos eletrônicos da concorrência também têm um ouvido afinado pelo doce tilintar das moedas do templo.

 Isso não é contado nem no confessionário, mas os querubins globais sussurram nos corredores da “Vênus Platinada” que os direitos de comercialização e os espaços publicitários do festival renderam à Globo algo entre R$ 35 milhões a R$ 55 milhões, o suficiente para remir muitos pecados, dúvidas e dívidas, aqui na terra e lá no céu.

O grupo é dono da gravadora Som Livre e de um catálogo religioso onde brilham ídolos como o padre católico Fábio de Melo, que já vendeu quase 2 milhões de CDs pelo selo global.



O olho cúpido e republicano da Globo está mirando um mercado de música gospel que o The Guardian estima em R$ 1,5 bilhão, um paraíso econômico onde se irmanam crentes, artistas, emissoras laicas, pastores, espertalhões, vigaristas e políticos de todas as crenças, devotos todos do santo dinheiro que cai do céu diretamente em seus bolsos.

O fluminense Arolde de Oliveira, deputado federal pelo PSD – aquele diabólico partido nascido da costela do prefeito Gilberto Kassab e que garante não pertencer nem ao paraíso, nem ao inferno, nem ao purgatório –, é dono da rádio 93 FM e do Grupo MK Music, que ele jura ser o maior selo de música gospel do continente.

“Mais de 60 milhões de brasileiros estão direta ou indiretamente ligados à Igreja Evangélica”, lembra o deputado Oliveira.

A Globo, como se vê, tem a inspiração divina e o ouvido apurado.



O festival “Promessas” abriu as portas de uma terra prometida para os profetas globais.

No domingo gospel, a audiência da Globo subiu aos céus, dando-lhe a indulgência de miraculosos 13 pontos no Ibope (cada ponto representa 58 mil aparelhos ligados), bem mais do que os 7 humildes pontos habituais do horário.













O pastor Silas Malafaia, inimigo da Universal do bispo Macedo, aproveitou e tripudiou no seu site: “A Record não acreditou nos evangélicos, a Globo acreditou e arrebentou na audiência! Enquanto a Record fala mal dos cantores e da igreja, a Globo abre espaço para o louvor e adoração a Deus”.

 E arrematou com um desajeitado elogio que deve ter sobressaltado as almas globais: “Quando os que deveriam abrir as portas fecham, Deus usa os ímpios para glorificá-lo”.

Iluminada pela santa promessa do Ibope, a ímpia Rede Globo prepara mais três edições do sucesso gospel para 2012 – duas versões regionais e uma nacional, evitando cuidadosamente o Rio de Janeiro, que já padece a praga de um congestionamento evangélico todo santo ano.



O golpe do martelinho





Valdemiro Santiago é outro desgarrado da Universal.

 Depois de ser considerado um virtual sucessor de Edir Macedo, brigou com ele e saiu para fundar em 1998 a sua seita, a Igreja Mundial do Poder de Deus.













Começou com 16 membros e hoje o apóstolo Valdemiro chefia mais de dois mil templos, alguns na África e em Portugal, e um jornal mensal, Fé Mundial, com tiragem de 500 mil exemplares – além de um maçante trololó diário de 22 horas na Rede 21, uma subsidiária da Rede Bandeirantes, que administra as duas horas restantes.







Sua marca registrada é um chapéu de boiadeiro, o que reforça sua imagem de astro sertanejo, que costuma ganhar espaço até no Jornal Nacional da Globo, uma devota do divisionismo que Valdemiro poderia provocar nas legiões de seu arqui-inimigo Edir Macedo.




Quando enfrenta problemas de caixa, Valdemiro confia no santo gogó.

Em 2010, chorou diante das câmeras de TV ao convocar 150 mil fiéis para ofertarem R$ 153, o número de peixes de um alegado milagre de Cristo.

Faturou cerca de R$ 23 milhões.



Empolgado, o bispo sertanejo imaginou outra forma esperta de arrecadar dinheiro fácil, mas desta vez sem choro.

Criou a campanha do “Martelinho da Justiça”, um pequeno, baratinho malho de madeira capaz de quebrar mandingas, maus-olhados e “as pedras que atravessam os seus caminhos”.

A clava fajuta de Valdemiro, que despertaria a inveja do grande Thor, devia ser canonizada como a mais cara do mundo: cada oferta pelo martelinho tinha o mínimo de R$ 1 mil e Valdemiro esperava que 10 mil de seus seguidores o abençoassem com a compra do mimo, o que rechearia seu chapelão com R$ 10 milhões.



No reclame da Igreja Mundial na TV, o pastor de português trôpego, voz rouca, terno e gravata mostrava a certeza das favas divinas e muito bem calculadas:

Ainda hoje ou amanhã, na primeira hora, você vai até a agência bancária e faz esta “ofertinha” de R$ 1 mil. Depois, mandaremos o martelinho pelo correio”.











Para esse milagre acontecer, bastava ao crente fazer o depósito nas contas indicadas na tela e disponíveis no Banco do Brasil, Bradesco ou Caixa Econômica Federal.







 “De preferência no BB, como o nosso apóstolo tem nos orientado”, aconselhava o pastor, com ar compungido.



A atrevida igreja de Valdemiro já vendeu garrafinhas Pet de 400 ml com “água ungida”, entregues por “ofertas” de R$ 100, R$ 200 ou até R$ 1.000, prometendo resultados espantosos:

“Uma única gota dessa água será o suficiente para mudar a história de sua vida, para lhe abençoar de uma forma poderosa”, jurava o santo homem, escoltado por outros oito pastores calados e sisudos, todos de gravata e terno escuro.

Se usassem óculos pretos iria parecer uma paródia do CQC, sem a divina graça do programa humorístico da Band que sucede o show religioso do pastor R.R. Soares nas noites da segunda-feira.











Veja artigo inteiro em:
http://observatoriodaimprensa.com.br/news/view/_ed676_os_espertalhoes_da_fe









domingo, 29 de janeiro de 2012

COMO VIVER BEM E SER FELIZ: CONSELHOS DO APÓSTOLO - SEGREDOS DE FELICIDADE -






RETIREI ALGUNS CONSELHOS PRÁTICOS PARA O DIA A DIA DA CARTA DE SÃO PAULO AOS ROMANOS.



SEMPRE PRECISO LÊ-LOS, POIS VOLTA E MEIA FICO DE LUA, CHATO, RANZINZA E PESSIMISTA E LENDO E LEMBRANDO  DESSES CONSELHOS CONSIGO MELHORAR MINHA MENTE, ATITUDES E PALAVRAS, SENDO MAIS OTIMISTA E ALEGRE. 

HÁ OUTROS CONSELHOS QUE POSTAREI DEPOIS.










"Nós, que somos os fortes, devemos suportar as fraquezas dos que são fracos, e não agir a nosso modo.

2 Cada um de vós procure contentar o próximo, para seu bem e sua edificação."
(Rom 15,1-2)







"Por isso, acolhei-vos uns aos outros, como Cristo nos acolheu para a glória de Deus."
(ROM 15,7)







" Acolhei aquele que é fraco na fé, com bondade, sem discutir as suas opiniões."
( ROM 14,1)







" Um crê poder comer de tudo; outro, que é fraco, só come legumes.
 3 Quem come de tudo não despreze aquele que não come.

 Quem não come não julgue aquele que come, porque Deus o acolhe do mesmo modo. "
(ROM 14,2-3)





" Deixemos, pois, de nos julgar uns aos outros;

antes, cuidai em não pôr um tropeço diante do vosso irmão ou dar-lhe ocasião de queda."
(ROM 14,13)






"Cada qual seja submisso às autoridades constituídas, porque não há autoridade que não venha de Deus;

as que existem foram instituídas por Deus."
(ROM 13,1)



" Pagai a cada um o que lhe compete:

o imposto, a quem deveis o imposto;

o tributo, a quem deveis o tributo;

o temor e o respeito, a quem deveis o temor e o respeito.

8 A ninguém fiqueis devendo coisa alguma,

a não ser o amor recíproco;

porque aquele que ama o seu próximo cumpriu toda a lei."

(ROM 13,7)






"13 Comportemo-nos honestamente, como em pleno dia:

 nada de orgias,

 nada de bebedeira;

nada de desonestidades nem dissoluções;

nada de contendas,

nada de ciúmes.

14 Ao contrário, revesti-vos do Senhor Jesus Cristo

e não façais caso da carne nem lhe satisfaçais aos apetites."
(ROM 13,13-14)










" Que vossa caridade não seja fingida.

 Aborrecei o mal, apegai-vos solidamente ao bem.







10 Amai-vos mutuamente com afeição terna e fraternal.






Adiantai-vos em honrar uns aos outros.

11 Não relaxeis o vosso zelo.

Sede fervorosos de espírito.

Servi ao Senhor.

12 Sede alegres na esperança,

pacientes na tribulação

e perseverantes na oração.

13 Socorrei às necessidades dos fiéis.

Esmerai-vos na prática da hospitalidade.

14 Abençoai os que vos perseguem;

abençoai-os, e não os praguejeis.








15 Alegrai-vos com os que se alegram;

chorai com os que choram.

16 Vivei em boa harmonia uns com os outros.






Não vos deixeis levar pelo gosto das grandezas;

afeiçoai-vos com as coisa modestas.

 Não sejais sábios aos vossos próprios olhos.

17 Não pagueis a ninguém o mal com o mal.

Aplicai-vos a fazer o bem diante de todos os homens.

18 Se for possível, quanto depender de vós, vivei em paz com todos os homens.







19 Não vos vingueis uns aos outros, caríssimos, mas deixai agir a ira de Deus, porque está escrito: A mim a vingança; a mim exercer a justiça, diz o Senhor (Dt 32,35).

20 Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer;

se tiver sede, dá-lhe de beber.

Procedendo assim, amontoarás carvões em brasa sobre a sua cabeça (Pr 25,21s).

21 Não te deixes vencer pelo mal, mas triunfa do mal com o bem."
(ROM 12,9-21)





" Não reine, pois, o pecado em vosso corpo mortal, de modo que obedeçais aos seus apetites.

13 Nem ofereçais os vossos membros ao pecado, como instrumentos do mal.

Oferecei-vos a Deus, como vivos, salvos da morte, para que os vossos membros sejam instrumentos do bem ao seu serviço."
(ROM 6,12-13)







sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

PADRE PRESO POR PROTESTAR CONTRA O ABORTO NOS ESTADOS UNIDOS






Estava lendo alguns Blogs e me deparei com essa postagem, depois de ler uma outra notícia sobre o aborto nos Estados Unidos mais recente, de como o Presidente Obama está tentando obrigar as Igrejas cristãs, que são  contra o aborto, a aceitar sua vontade.

 Achei interessante divulgar.

O padre Norman Weslin tem oitenta anos, e foi preso, no dia 19 de maio de 20009,  por estar pacificamente protestando numa Universidade Católica contra o aborto – ao mesmo tempo em que o sr. Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, abortista escancarado, discursava na mesma Universidade pedindo aos pró-vida diálogo e tolerância.

Meu aúdio está com problema e não pude ouvir o que ele diz na entrevista para escrever aqui. Mas assim que ouvir , o escreverei.

Tinha acabado de ler que Obama decretou uma lei nos Estados Unidos para que todos os Hospitais se equipem com medicamentos abortivos e todas as empresas tenham planos de Saúde que garatam esterilização e métodos anti-conceptivos, sem exceção de religião, indo claramente contra os Hospitais, Escolas  e Universidades Católicas dos Estados Unidos.

E todas as instituições terão de cumprir a lei a partir de Agosto de 2013.

 Indo contra o que a Constituição dos Estados Unidos prega que é a liberdade de consciência religiosa, obrigando as instituições católicas a aceitarem as práticas abortivas.

Parece mais um novo começo das perseguições aos cristãos do Império Romano, agora, do Império Americano, com seu ditador Presidente.












Fonte:
Leiam mais em :
http://blogscatolicos.blogspot.com/2012/01/ataque-de-obama-catolicos.html

http://brownpelicanla.com/archives/5904

MENSAGEM DE NOSSA SENHORA EM MEDIUGÓRIE


Queridos filhos; com maternal preocupação Eu olho dentro de seus corações, neles Eu vejo dor e sofrimento; Eu vejo um passado ferido e uma busca incessante;
 
Eu vejo Meus filhos que desejam serem felizes mas não sabem como. Abram-se ao Pai. Este é o caminho para a felicidade, o caminho pelo qual Eu desejo conduzi-los.
 
Deus o Pai nunca deixa os Seus filhos sozinhos, especialmente na dor e no desespero. Quando vocês compreenderem e aceitarem isto, vocês serão felizes.
 
Sua busca irá terminar. Vocês amarão e não terão medo. Suas vidas serão esperança e verdade que é Meu Filho. Obrigada.
 
Eu imploro a vocês, rezem por aqueles que Meu Filho escolheu. Não os julguem porque vocês todos serão julgados.
 
Última Messagem, 2012.g. 2. janeiro -
 Mensagem dada a vidente Mirjana

 
 
 
 
 
Última Messagem, 2012.g. 25. janeiro
Mensagem dada a vidente Marija:

“Queridos filhos! Tambem hoje os convido com alegria a abrirem os seus corações e a escutarem o Meu chamado.
 
 Eu desejo aproximá-los de novo ao Meu Coração Imaculado onde encontrarão refúgio e paz.
 
Abram-se à oração até que ela se torne alegria para vocês. Através da oração o Altíssimo os dará a abundância de graças e os tornarão as Minhas mãos estendidas neste mundo inquieto que anseia a paz.
 
Filhinhos, testemunhem a fé com as suas vidas e rezem a fim de que, dia a dia, a fé cresça nos seus corações.
 
Eu estou com vocês. Obrigada por terem respondido ao Meu chamado. ”
 
 
FONTE:

"O PROTESTANTE QUER COMER BEM, ENQUANTO O CATÓLICO QUER DORMIR SOSSEGADO" A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE

LI O ARTIGO DO JORNALISTA LUIZ CLÁUDIO CUNHA, E GOSTEI MUITO, PELAS EXPLICAÇÕES QUE ELE FAZ SOBRE A TEOLOGIA DA PROSPEIRDADE E A HIPOCRISIA DE ALGUNS  PASTORES, FALSOS PROFETAS, QUE CLARAMENTE SÓ VISAM O DINHEIRO E USAM O NOME DE DEUS EM VÃO.


NAS PRÓXIMAS POSTAGENS, COLOCAREI O RESTO DO TEXTO, NO QUAL ELE TECE UM HISTÓRICO DE ALGUMAS IGREJAS CRIADAS NO BRASIL APENAS PELA GANÂNCIA DO DINHEIRO.


BASTA LER OS EVANGELHOS E VER QUE EM TODAS AS PASSAGENS JESUS NÃO PROMETE PROSPERIDADE NESTA TERRA, ELE FALA DA CRUZ, DE ACEITAR SOFRIMENTOS, DE BUSCAR ANTES O REINO DE DEUS E A SUA JUSTIÇA O RESTO DEUS NOS DARÁ POR ACRÉSCIMO.

OS FALSOS PROFETAS JÁ ESTÃO MILHIONÁRIOS E O POVO ILUDIDO.

Comer ou dormir



Em agosto de 2011, a Fundação Getúlio Vargas divulgou o Novo Mapa das Religiões, um denso estudo realizado pelo Centro de Políticas Sociais da FGV, com base em 200 mil entrevistas formuladas pelo IBGE em 2009 a partir de sua Pesquisa de Orçamento Familiar (POF).

O trabalho mostrou que o Brasil deixará de ser a maior nação católica do mundo nos próximos 20 anos, mantida a queda progressiva que sofre a Igreja no país.

 Ela representava 83,24% da população em 1991 e caiu para 68,43% em 2009. “As mudanças que antes ocorriam em 100 anos agora acontecem em 10.

 Se esta perda de 1% de católicos por ano continuar, a Igreja católica terá em 20 anos menos da metade da população brasileira”, destacou o coordenador da pesquisa, Marcelo Côrtes Neri, economista-chefe do Centro de Políticas Sociais da FGV.






A economia é um forte indutor desta transformação, diz Neri. Ele lembra que as chamadas “décadas perdidas” de 1980 e 1990 foram demarcadas pela queda do catolicismo em contraste com a ascensão dos grupos evangélicos, especialmente seus ramos mais belicosos e vorazes – os neopentecostais.

O período de 2003 a 2009, compreendido entre duas graves crises econômicas, observa uma segunda explosão evangélica, passando de 17,9% para 20,2%.

A primeira explosão, ainda maior, ocorreu nas últimas seis décadas do século 20, quando os evangélicos aumentaram seu rebanho em sete vezes: passaram de 2,6% em 1940 para 15,4% em 2000.



A FGV foi buscar no alemão Max Weber (1864-1920), o pai da moderna sociologia, o fundamento teórico que explica o avanço arrebatador dos evangélicos, a partir de sua obra mais conhecida – "A ética protestante e o “espírito” do capitalismo", publicada em 1904-05.

Ali, Weber explica o maior desenvolvimento capitalista nos países protestantes no século 19 e a maior proporção desses fiéis entre empresários e trabalhadores mais qualificados.

“A tese de Weber era que o estilo de vida católico jogava para outra vida a conquista da felicidade. A culpa católica inibiria a acumulação de capital e a lógica da dívida de trabalho, motores fundamentais do desenvolvimento capitalista”, escreve Neri.



Weber repetia um ditado da época: “Entre bem comer ou bem dormir, há que escolher. O protestante quer comer bem, enquanto o católico quer dormir sossegado”.

O pensador alemão constrói seu texto em cima de máximas do inventor e calvinista americano Benjamin Franklin (1706-1790), um dos líderes da Independência dos Estados Unidos, que dizia que “tempo é dinheiro” e “dinheiro gera mais dinheiro”.

Era uma notável conversão justamente aos argumentos opostos que levaram ao grande cisma do cristianismo, no início do século 16, quando um atrevido padre agostiniano alemão, Martinho Lutero, pregou nos portões da igreja de Wittenberg as suas 95 teses que desafiavam a autoridade do papa e quebravam a hegemonia de Roma sobre o mundo cristão.

Na época, Lutero denunciava justamente o que seria o âmago da Reforma Protestante: o desvio do caminho de fé da igreja primitiva para o atalho da corrupção, da indulgência, da simonia e da luxúria de papas e cardeais rodeados de amantes e concubinas, antecessores lascivos dos bispos e padres que comem criancinhas.



Teologia do bolso

 




















Lutero e sua radical volta às origens, estimulando o protesto aos desvios éticos de Roma e o retorno à palavra original dos evangelhos, geraram os dois termos que identificam os segmentos mais prósperos da dissidência cristã:

 os protestantes e os evangélicos, onde brilha sua facção mais agressiva e endinheirada – o pentecostalismo, que hoje abriga no mundo cerca de 600 milhões de seguidores, pulverizados em 11 mil seitas e subgrupos.

Ali viceja sua parcela mais faustosa: a corrente neopentecostal, a que pertencem o abonado bispo R.R. Soares e seus parceiros mais ricos, os também bispos Edir Macedo, Silas Malafaia e Valdemiro Santiago, cada um chefiando sua própria seita, sempre na condição suprema de “apóstolos”.

Todos mostram uma devoção especial pela alma e pelo bolso de seus seguidores, a quem não se acanham de pedir contribuições financeiras a que, recatadamente, chamam de “oferta”.



Para não atormentar ainda mais a vida de sua aflita freguesia, os quatro chefes religiosos tratam de facilitar ao máximo as ofertas financeiras.









Na tela da TV de seus animados cultos, sempre se oferece o número das contas bancárias, a bandeira dos cartões de crédito ou o telefone para informações extras que permitam a oferta, rápida e facilitada.







Nenhum deles fica ruborizado pela insistência do pedido de ajuda, porque todos são pios devotos da “Teologia da Prosperidade”, uma doutrina pecuniária que faria o velho Lutero engolir cada uma das 95 teses que vomitou contra a cupidez da velha Roma.






 
COMO NASCEU A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE:

 
A ideia nasceu, evidentemente, no coração do capitalismo, os Estados Unidos, no início do século 20.

 O pai dessa fé sonante é o americano Essek William Kenyon (1867-1948), um evangelista de origem metodista nascido em Saratoga, Estado de Nova York.

Descobriu o milagre do rádio e plantou ali a sua Igreja no Ar, a ancestral eletrônica dos R.R.Soares e Malafaias da vida.

Espalhou então aos quatro ventos o lema que explica as benesses divinas da fartura: “O que eu confesso, eu possuo”.



Kenyon passou o bastão da prosperidade para um conterrâneo, Kenneth Erwin Hagin (1917-2003), um jovem texano com deficiência cardíaca, que caiu de cama quando adolescente. Garantiu ter ido e voltado ao inferno e ao céu não uma, nem duas, mas três (três!) vezes.

Com este desempenho singular, até para campeões de esportes radicais, o jovem naturalmente converteu-se.

 Dizendo-se ungido para ser mestre e profeta, Hagin garantia ter tido oito (oito!) visões de Cristo na década de 1950, além de acumular alguns passeios extracorpóreos.

Tudo isso acrescido pela divina revelação de que os verdadeiros fiéis deviam gozar de uma excelente saúde financeira e que o caminho da fortuna passava, inevitavelmente, pela prosperidade de seus profetas aqui na Terra.

 Foi sopa no mel, e a teologia da prosperidade conquistou corações e mentes – e bolso








 

VEJA TEXTO NA ÍNTEGRA:






 




SÃO FRANCISCO DE SALES , BISPO E DOUTOR DA IGREJA - PATRONO DOS SURDOS, JORNALISTAS, ESCRITORES - 24 DE JANEIRO







Francisco de Sales, nascido François de Sales, (Castelo de Sales, Thorens-Glières, 21 de agosto de 1567 — Lião, 28 de dezembro de 1622) foi um sacerdote católico, bispo de Genebra.

 Tem o título de Doutor da Igreja, é titular e patrono da família salesiana (fundada por São João Bosco), também patrono dos escritores, dos jornalistas e dos que possuem alguma deficiência auditiva.



Índice

 

1 Biografia

2 Curiosidades



 Biografia

São Francisco de Sales nasceu no castelo da sua família, os barões de Boisy, em Thorens (Saboia) em 1567, primogênito de treze irmãos, foi educado no Colégio de Clermont, dirigido pelos jesuítas, em Paris, estudou em Annecy e na Universidade de Pádua, na Itália, onde recebeu o doutoramento em Direito Canônico com 24 anos.









Recusou uma brilhante carreira e resolveu estudar para ser sacerdote apesar da oposição da família.

 Foi ordenado em 1593, tornando-se reitor em Genebra, Suíça.














Após, foi para Chablais, cantão suíço na região da Sabóia, onde foi pároco, e onde trouxe 8.000 calvinistas de volta à Igreja.



Ali escreveu diversos textos em defesa da fé, que foram publicados com o título "'Controvérsias e Defesa do Estandarde da Santa Cruz"



Em 1599 Francisco foi indicado como bispo coadjutor em Genebra, tendo sucedido como bispo em 1602.

Sua diocese tornou-se conhecida pela organização e pela formação do seu clero e leigos.

 Isto era uma grande realização diante da Igreja da época.

Fundou várias escolas e estabilizou a Igreja na região.











Era famoso diretor espiritual e pela sabedoria dos seus escritos.

Ele e Santa Joana Francisca de Chantal, de quem foi diretor espiritual, criaram a Ordem da Visitação, uma Ordem religiosa contemplativa.











Foi também diretor espiritual de São Vicente de Paulo.

Tornou-se uma figura líder da Reforma Católica também chamada de "Contra-reforma" e ficou famoso pela sua sabedoria e ensinamentos.







St. Francis de Sales 11 St. Francis de Sales, restoring the “universal call to holiness”


Em 1609, seus escritos (cartas, pregações) foram reunidos e publicados com o título "'Introdução à vida devota" ou "Filotéia", que é a sua obra mais importante e editada até hoje.










Outra obra que também é ainda editada é o "Tratado do Amor de Deus", fruto de sua oração e trabalho.

Estes dois livros são considerados clássicos espirituais.

Além destes livros, a coletânea de cartas, pregações e palestras alcança 50 volumes.

A popularidade e o valor destes escritos fez com que fosse considerado padroeiro dos escritores católicos.



Faleceu em Lyon em 1622.

Os seus restos mortais se encontram na Igreja da Visitação em Annecy.



Foi beatificado no ano em que faleceu e foi a primeira beatificação a ser formalizada na Basílica de São Pedro.

Foi canonizado em 1655 pelo Papa Alexandre VII e em 1867 foi declarado Doutor da Igreja pelo Papa Pio IX.

Foi declarado em 1923, pelo Papa Pio XI, patrono da imprensa católica.

O seu dia é celebrado em 24 de janeiro.



Segundo Joseph Ratzinger, atual papa da Igreja Católica, Francisco de Sales procurou criar uma forma de piedade acessível aos não piedosos.

Neste ponto teria antecipado em parte a espiritualidade de Teresa de Lisieux, a do "pequeno caminho", a de uma vida voltada para Cristo com simplicidade, sem buscar coisas grandes, com paciência e sem heroísmos.







St. Francis de Sales 3 St. Francis de Sales: Great master of Spirituality and Peace
Dizia Francisco:

"Um bispo não deve nem pode viver como um cartuxo; os casados, como os capuchinhos; os artesãos, como os religiosos contemplativos, que passam metade do dia e metade da noite em oração.





Seria uma piedade tola e ridícula.

Cada um segundo a sua espécie. Deus deseja todos os frutos. A verdadeira piedade não destrói, mas enobrece e embeleza."







 Curiosidades

Em 1632, na exumação dos seus restos mortais, o seu corpo encontrava-se em perfeito estado e inclusive com elasticidade nos braços, e ao mesmo tempo uma fragrância doce emanava de seu túmulo.



Dom Bosco denominou sua comunidade de Salesiana em homenagem a São Francisco de Sales.



São Francisco de Sales aceitou em sua casa um jovem com dificuldade de audição e criou uma linguagem de símbolos para possibilitar a comunicação.

Essa obra de caridade conduziu a Igreja a dar-lhe um outro título, ou seja, o de Padroeiro dos de Difícil Audição (surdos).



Duzentos e cinquenta anos após a sua morte, um sacerdote francês, Luis de Brisson, fundou uma ordem religiosa masculina, os Oblatos de São Francisco de Sales, dedicada à divulgação de sua obra.

Posteriormente, foi criado o ramo feminino das Oblatas de São Francisco de Sales.



Em 1865, São João Bosco fundou a Pia Sociedade de São Francisco de Sales, em sua homenagem, conhecidos por salesianos de Dom Bosco, (em latim: Salesiani Domini Bosci).









 

TÚMULO DE SÃO FRANCISCO DE SALES





RELICÁRIO COM O CORAÇÃO INCORRUPTO DE
SÃO FRANCISCO DE SALES







BASÍLICA DE SÃO FRANCISCO DE SALES
 E SANTA JOANA DE CHANTAL




 

Ó DEUS,
PARA A SALVAÇÃO DA HUMANIDADE,
QUISESTES QUE SÃO FRANCISCO DE SALES SE FIZESSE TUDO PARA TODOS;
CONCEDEI QUE, A SEU EXEMPLO, MANIFESTEMOS SEMPRE A MANSIDÃO DO VOSSO AMOR NO SERVIÇO A NOSSOS IRMÃOS.
POR NOSSO SENHOR JESUS CRISTO,
VOSSO FILHO NA UNIDADE DO ESPÍRITO SANTO.
AMÉM





































St. Francis de Sales2 Teaching from St. Frances de Sales