terça-feira, 30 de outubro de 2012

ORAI POR NÓS, SANTA MÃE DE DEUS, PARA QUE SEJAMOS DIGNOS DAS PROMESSAS DE CRISTO





No final da Salve Rainha, dizemos a antífona:

 "Rogai por nós santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo."

Rogar é suplicar, orar. 

 Jesus não é nosso único mediador no sentido de intercessor.

Jesus é o único Mediador da Salvação entre Deus e os homens (1 Tim 2,5; Heb 12,24).

Só por Ele vamos ao Pai (Jo 14, 6).


O Espírito santo também é nosso mediador (Rom 8,26).


 Podemos ser mediadores ao rezar pelo próximo (I Tim 2,1) (Fil 1,4) (I Tes 1,2) (Ef 6,18) (Tg 5,14-15) (Apo 5,8).

Para nós, a morte não é o fim (Fl 1,21-24)(Lc 23,43) e continuamos a interceder pelos outros no céu , como os Santos e Maria que já estão na glória(Heb 11,4) ( II Mac 15, 12-15; Jer 15,1;Lc 16,27; Heb 11,4. 12,1; Apo 5,8. 6,10).

A Bíblia nos mostra que os justos, os Santos, também são nossos mediadores (Gn 18,32; Ex 32, 11.13-14; Jó42,8) (At 18,11-12).


E Deus quer que recorramos à intercessão deles (Jó 42,8) (At 18,11-12)(1Tm 2,1) .

Os Santos e Maria rogam para que sejamos dignos das promessas de Cristo, pois querem que se completem o número dos que devem ser salvos (Apo 6,9-11).
 

Maria é a nossa melhor intercessora em vista do alto poder materno de sua intercessão (Jo 2, 3-4.7-9.11).

O pedido de Nossa Senhora foi capaz de mudar os planos do coração de seu Filho (Jo 2,4.11).
Maria é a Santa Mãe de Deus, pois Jesus é Deus com o Pai e o Espírito Santo (Jo1,1; 5,18; 10,30; Mt 28,19). 
Logicamente, se Maria é Mãe de Jesus  e Jesus é Deus , Ela é a Mãe de Deus (Mt 1,18; 2,11 At 1,14) (Jo1,1; 5,18; 10,30; Mt 28,19).








SANTO ELESBÃO - PROTETOR DAS VIAGENS NO MAR, DOS MARINHEIROS, PARA A CASA PRÓPRIA - 27 DE OUTUBRO





Elesbão (séc. VI dC) foi um rei do Império de Axum, na atual Etiópia. Venerado no dia 27 de outubro.








 Representado como um rei negro da Etiópia, a veneração de Elesbão teve muita difusão no Brasil colonial entre os escravos africanos e seus descendentes.



Vida

Elesbão foi um rei de Axum, na atual Etiópia (Abissínia), 47° da sua dinastia. 



 

Segundo a tradição, era descendente do rei Salomão e da rainha de Sabá. 

No século VI dC, Elesbão conseguiu expandir o reino cristão da Etiópia através do Mar Vermelho até a Península Arábica e o Iêmen, convertendo árabes e judeus à fé cristã.





Cerca de 523, Danaan (Dihu Nowas), judeu do Reino Himyarita (atual Iêmen), lançou uma rebelião contra Elesbão e massacrou os cristãos do seu reino, incluindo o vice-rei instalado por Elesbão na cidade de Safar. 




 




Com o apoio de Justino I, Imperador Romano do Oriente, Elesbão reagiu e conseguiu vencer Danaan numa guerra, reestabelecendo a fé e colocando no trono do reino de Danaan um rei cristão, Arauto.





No fim da vida, Elesbão abdicou do trono em favor do seu filho e repartiu suas riquezas entre os pobres. Em Jerusalém depositou sua coroa na Igreja do Santo Sepulcro e passou a viver como eremita. Morreu no ano de 555.



Culto

No Brasil colonial, a Igreja Católica utilizou a vida de santos africanos de cor negra, particularmente São Benedito, São Elesbão e Santa Efigênia, para promover a religião católica entre os negros escravos e forros. 




 





  Algumas imagens de santos negros. Benedito, a Virgem Aparecida e Efigênia








Várias obras hagiográficas celebrando estes personagens foram publicadas no século XVIII, como Os dois atlantes de Etiópia. Santo Elesbão, Imperador XLVII da Abissínia, advogado dos perigos do mar & Santa Efigênia, Princesa da Núbia, publicado entre 1735 e 1738 pelo frei carmelita José Pereira de Santana. 

Nesta e em outras obras, tanto a Etiópia como a Núbia são descritos como fiéis defensores da fé cristã, tendo em S. Elesbão e S. Efigênia seus maiores campeões.

Graças à ação catequética e à necessidade de associação dos negros, várias irmandades religiosas dedicadas a São Elesbão surgiram entre os negros escravos ou alforriados no século XVIII. 

As irmandades - que existiam separadas para negros, pardos e brancos - davam aos seus membros um âmbito de ajuda mútua e inserção social.







ORAÇÃO A SANTO ELESBÃO (27 de Outubro)

Ó Grande Santo Elesbão, 
que na vossa vida nas terras longínquas, ardentes e pagãs da Abissínia, soubestes, de um modo admirável e constante, cumprir os preceitos da lei cristã;

 com vosso admirável exemplo atraíste muito de vossos súditos à luz da fé, vencestes os inimigos de Cristo, implantastes em vosso reino o conhecimento do verdadeiro Deus, limpastes o mar vermelho de todos os piratas que assaltavam duplamente a vida do corpo e da alma,

 sêde, pois, nosso defensor e nosso guia, ó grande imperador, no mar tempestuoso desta vida, para que, lutando sob as falanges do Leão de Judá, conquistemos os louros da vitória eterna. 
Assim seja. Amém.





 Igreja de Santo Elesbão e Santa Efigênia












Santo Elesbão é invocado para conseguir a casa própria.
Na foto,  vemos ex-votos por graças alcançadas por Santo Elesbão.


Image result for saint elesbaan

Santo Elesbão é o protetor dos viajantes embarcadiços e navegantes
Terra e mar. Ele é protetor dos marinheiros também.
Ele faz muitos milagres e não há nada que se peça a
Santo Elesbão que a pessoa não consiga.


Image result for saint elesbaan





File:The Tomb of St. Elesbaan of Axum (2836160935).jpg

Tumba de Santo Elesbão, também conhecido como Kaleb, Imperador de Axum.



FONTES:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Elesb%C3%A3o_de_Axum
http://cenpah.wordpress.com/2012/07/31/um-rei-negro-e-o-cristianismo/








domingo, 28 de outubro de 2012

Ó CLEMENTE, Ó PIEDOSA, Ó DOCE E SEMPRE VIRGEM MARIA - ANÁLISE BÍBLICA CATÓLICA DA SALVE RAINHA













 





Finalizamos a Salve Rainha, louvando a Mãe do Senhor, sempre na intenção de suplicar sua intercessão.








Ao afirmar " Ó Clemente, Ó Piedosa, Ó Doce e Sempre Virgem Maria!", louvamos Maria, como outrora Ela mesma profetizou e Isabel também a louvou:

e exclamou em alta voz: Bendita és tu entre as mulheres, e bendito é o fruto do teu ventre!
(Luc 1,42)


É justo louvar Maria, pois ao louvá-la rendemos graças a Deus de quem proveio toda a graça de sua Serva (Lc 1,28), pois vendo as boas obras da Mãe do Senhor glorificamos ao próprio Deus (Mt 5,16) e Ela é digna de louvor já que "a mulher que teme o Senhor será louvada "(Prov 31, 30-31)

Seguindo o exemplo do Cântico dos cânticos 6,9, no qual a noiva é louvada, podemos lembrar a esposa do Espírito Santo  (Mt 1,18.20; Lc 1,35), Maria, a Imaculada, única de sua Mãe, chamada de Bem-aventurada por todas as gerações (Lc 1, 48):
 
"Mas uma só é a minha pomba, a minha imaculada; ela e a única de sua mãe, a escolhida da que a deu à luz. As filhas viram-na e lhe chamaram bem-aventurada; viram-na as rainhas e as concubinas, e louvaram-na. "
(Cant 6,9)




CLEMENTE

Clemência é a virtude que consiste em perdoar ou atenuar os castigos; bondade, indulgência: agir com clemência.

Maria é clemente, pois agiu com bondade nas bodas de Caná (Jo 2, 1-12) procurando evitar que a festa acabasse e que os noivos ficassem tristes. 

Como nossa intercessora e Mãe, também usa de sua clemência pedindo ao seu Filho por nós, pois os santos intercedem por nós no céu ( Lc 16,24; Heb 11,4; 12,1;  Apo 5,8; 6, 10-11).



PIEDOSA

 Piedosa é a pessoa que sente por seus semelhantes um amor respeitoso, e pratica atos inspirados por esse sentimento.

Maria é piedosa, pois ao ouvir da boca do anjo que Isabel estava grávida partiu para visitá-la, ficando com ela trê meses auxiliando-a no necessário (Lc 1,36. 39-40.56).

 Assim, continua nos auxiliando com suas orações, a cumprir com seu mandamento de fazer o que seu filho disser(Jo 2,5).






 







 DOCE 




Louvamos Maria mencionando sua docilidade, pois "seu espírito é mais doce do que o mel" (Eclo 24,27) e com doçura Ela recebeu a mensagem do Anjo(Lc 1,38), pediu a intervenção de seu filho nas bodas de Caná(Jo 2, 3) e ouviu a Palavra do senhor meditando-a em seu coração(Lc 2,19.51).


 



SEMPRE VIRGEM

Maria foi virgem antes do parto (Is 7,14; Lc 1,26; Lc 3,23; Mat 1,18), no parto, permanceu Virgem, pois a profecia diz que "conceberia e daria à luz", um único milagre (Is 7,14).

E  subtende-se no Evangelho de São Lucas que o parto de Jesus não foi como os demais, já que Maria sozinha pôde prestar os primeiros cuidados ao seu Filho (Lc 2,7).

  Após o parto continuou virgem como demonstrou em sua fala ao anjo de não ter a intenção de conhecer homem, apesar de noiva (Lc 1,34). Também podemos constatar  esse fato quando jesus tinha doze anos e Lucas não menciona outras filhos (Lc 2, 41-52).

 Também vemos que Ela permaneceu virgem ao lermos em Jo 19, 25-27 sobre a preocupação de seu Filho crucificado, sabendo que ela não tinha mas ninguém além dele, deixando-a com o seu discípulo João.

Os irmãos de Jesus mencionados nos evangelhos são primos, parentes (Gn 13,8; 14,14; I Cron 23,21-22; II Sam 19,12; IIRe 10, 13-14) . 

Maria é mencionada apenas como a Mãe de Jesus (Mc 6,3; Jo 19,26s; At 1,14).

A crença na virgindade de Maria está trelada à divindade de seu filho, pois aquilo que é tocado por Deus é só dele:


 1 Então me fez voltar para o caminho da porta exterior do santuário, a qual olha para o oriente; e ela estava fechada.

2 E disse-me o Senhor: Esta porta ficará fechada, não se abrirá, nem entrará por ela homem algum; porque o Senhor Deus de Israel entrou por ela; por isso ficará fechada. 
(Ez 44, 1-2) 
Maria é a porta por onde Deus Filho, Jesus, veio ao mundo, assim ela é sagrada e intocada em vista da grandiosidade da divindade que a consagrou como Mãe. 
 Se Deus quis uma Arca incorruptível (Ex 25, 10-11; Deut 10,3), um Templo Santo e digno de sua divindade (2 Cron 6, 18; 1 Re 6,20-22), quanto mais não deveria ser sagrada e preciosa a Mãe de seu Filho?
 






 
 





sábado, 27 de outubro de 2012

DEPOIS DESTE DESTERRO MOSTRAI-NOS JESUS











E DEPOIS DESTE DESTERRO MOSTRAI-NOS JESUS, BENDITO O FRUTO DO VOSSO VENTRE










 Na Salve Rainha, pedimos a Maria que esteja conosco na hora de nossa morte, o fim de nosso desterro.

A vida terrestre é o exílio da alma longe de Cristo, nosso Paraíso (Fil 1, 23-24; II Cor 5,1)..

Quando Adão e Eva pecaram eles foram expulsos do Paraíso, lançados no desterro, o exílio da terra (Gen 3, 23-24) .

 A morte do cristão justo é o retorno ao céu (Fil 1, 23-24; II Cor 5,1).

Como na oração da Ave Maria, na Salve Rainha pedimos que a Mãe de Deus se lembre de nós na hora de nossa morte e nos mostre seu Filho (Heb 9,27).

A Bíblia afirma que somos acompanhados pelos anjos na hora da morte (Lc 16,22), pois o Senhor nos conduz a salvos para o seu reino celestial ( II Tm 4,18) livrando-nos do demônio pela companhia dos espíritos angélicos (Jud 1,9).

Os Santos, mesmo antes da ressurreição final, pois já participaram da primeira ressurreição (Cl 2,12)(Cl 3,1), já gozam da glória do Senhor (Lc 23,43; Apo 7,15), partilham de seu governo (Apo 4,4;10) , apresentam nossas orações (Apo 5,8), sendo assim, são semelhantes aos anjos (Mt 2,30), podendo participar também da missão de nos conduzir ao céu.

Maria, por ser nossa Mãe na fé e na graça, pois se Eva foi a Mãe dos viventes (Gn 3, 20) no pecado, Maria é a Mãe dos viventes redimidos em Cristo (Rm 5,18-19), pois Jesus "é o primogênito entre muitos irmãos" (Rm 8,29) e se somos irmãos de Jesus, somos filhos de Deus Pai e de sua Mãe, a Sempre Virgem

 
Assim, Ela interessa-se por nossas vidas,  pois ao seu amor materno todos fomos confiados na pessoa do discípulo amado (Jo 19,26-27).

 Por isso ela é invocada para que esteja conosco na hora de nossa morte nos apresentando ao Senhor e nos auxiliando com sua intercessão, pois todos "os santos aguardam anciosos para que se complete o número dos que devem ser salvos" (Apo 6,10-11).

Depois deste desterro todos compareceremos diante do tribunal de Cristo ( Jo 5,22; Rm 14,10; Heb 9,27) e seremos julgados por Ele (Jo 5,22).

 Por isso, invocar Maria é bom e salutar, pois ela também estará presente ao nosso julgamento, já que os santos vão julgar o mundo (Mt 19,28 ; 1 Cor 6,2) e poderá ser  nossa intercessora e advogada se a pedirmos já aqui enquanto peregrinamos na terra (Tg 5,14-15; I Tim 2,1).

Maria é a nossa melhor intercessora em vista do alto poder materno de sua intercessão (Jo 2, 3-4.7-9.11), capaz de mudar os planos do coração de seu Filho (Jo 2,4.11), em vista de seu amor misericordioso e filial.


 



  





sexta-feira, 26 de outubro de 2012

ESSES OLHOS MISERICORDIOSOS A NÓS VOLVEI - ANÁLISE BÍBLICA CATÓLICA






ESSES OLHOS MISERICORDIOSOS A NÓS VOLVEI...



Pedir que Maria nos olhe é lembrar que a morte não é  o fim, mas um encontro com Cristo (Fl 1, 21-24), e que os Santos e Maria continuam a nos auxiliar com suas preces  (Apo 5,8. ; 6, 9-11; 7,9-10.13-15; 8,4). 



 

 Após a morte, os Santos estão diante do trono divino (Apo 7,15), vêem a Deus face a face ,"são semelhantes a Ele e assim como Ele o é os santos o veem" (1Jo 3,2).

Os Santos nos acompanham com suas orações, e  apresentam nossos pedidos a Deus (Apo 5,8), pois "o Espírito tudo os pode revelar" (1 Cor 2, 9-10) e os santos têm o conhecimento pleno (1 Cor 13, 12), pois hão de julgar o mundo (1 Cor 6,2) (Mt 19,28).

 Maria, entre os Santos, exerce uma mediação singular, pois é a Mãe da Igreja , o corpo de Cristo (Rom 12,4-5), é nossa Mãe na fé (Jo 19,26-27), como outrora o foi Abrão (Jo 8,39; At 3,25. 13, 26; Gl 3,7).,

 Por sua entrega total ao plano divino tornou-se nossa Mãe na graça redentora (Jo 19,26-27), pois por sua obediência (Lc 1,38) tornou-se a Mãe dos viventes em Cristo (Gn 3,20), em contrapartida à desobediência de Eva, a Mãe no pecado.

 Se Jesus "é o primogênito entre muitos irmãos" (Rm 8,29) e se somos irmãos de Jesus, somos filhos do Pai e de sua Mãe, Maria.
 
Pedir que Maria volte a nós seus olhos é lembrar os versos do Cântico dos cânticos:
  
(...) mostra-me o teu semblante faze-me ouvir a tua voz; porque a tua voz é doce, e o teu semblante formoso.(Cant 2,14)


São Paulo, na carta aos  Hebreus, nos diz que estamos cercados por uma nuvem de testemunhas (Hb 12,1) e que apesar de sua morte Abel ainda fala (Hb11,4), lembrando a intercessão dos Santos.



 



  Assim, pedimos que Maria nos cerque com seus olhos como se fosse uma nuvem e interceda por nós, pois se o sangue de Abel ainda fala, muito mais a justiça e os méritos da Mãe do Senhor.








 



quinta-feira, 25 de outubro de 2012

ANÁLISE BÍBLICA CATÓLICA DA "SALVE RAINHA": ADVOGADA NOSSA








Salve, Rainha, mãe de misericórdia,
vida, doçura, esperança nossa, salve.
A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos, gemendo e chorando
neste vale de lágrimas.
Eia, pois, advogada nossa,
esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei,
e depois deste desterro mostrai-nos Jesus,
bendito fruto do vosso ventre,
Ó clemente, ó piedosa,
ó doce sempre Virgem Maria
V.: Rogai por nós Santa Mãe de Deus
R.: Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.




EIA, POIS , ADVOGADA NOSSA

Advogado é aquele que defende a causa de outro.



 Jesus é o nosso Advogado diante do Pai, pois expiou nossos pecados e ainda intercede por nós ao Pai:

"Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; mas, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo."

(1 Jo 2,1)


Jesus é o nosso Advogado por excelência, pois é o ùnico mediador da Salvação entre Deus Pai e os homens

 e a Jesus, o mediador de um novo pacto, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o de Abel.
(Heb 12,24)


 Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem,
(1 Tim 2,5)



 Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, porquanto vive sempre para interceder por eles.
(Heb 7,25)



Mas Jesus não é nosso único advogado.  


 


Como intercessor nosso, o Espírito Santo também intercede por nós sendo nosso advogado e aqueles que nos precedem no céu também oram por nós ( II Mac 15, 12-15; Jer 15,1;Lc 16,27; Heb 11,4. 12,1; Apo 5,8. 6,10):




 
Do mesmo modo também o Espírito nos ajuda na fraqueza; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inexprimíveis.
(Romanos 8,26)

 
Maria nos foi doada por Mãe, pelo próprio Jesus (Jo 19,26-27), é, pois, nossa advogada também, por meio dos méritos de seu Filho

A intercessão dos Santos se apóia na intercessão única de Cristo, pois formam com ele um único corpo, a Igreja.

Ainda na sua vida terrena, Maria advogou a causa dos noivos de Caná, e por isso, Jesus fez a transformação da água em vinho, mesmo não sendo ainda a "sua hora"(Jo 2, 3-4.11)

No céu, entre os santos, Maria tem lugar privilegiado, pois foi colocada como Mãe da Igreja (Jo 19,26-27), assim, vive intercedendo por seus filhos.




 Se Jesus é filho de Maria e formamos todos o corpo de Cristo (Rom 12,4-5), então, também somos filhos de Maria, como outrora os judeus se diziam filhos de Abraão pela fé (Jo 8,39; At 3,25. 13, 26; Gl 3,7).




 



Maria, como nossa Mãe, também é nossa Advogada, lembrando principalmente, que o Senhor veio como Salvador mas voltará como nosso Juiz ( At 10,42; Mt 19,28;  2 Tim 4,8) , não só no juízo final e universal, como também no dia de nossa morte onde compareceremos diante do tribunal celeste (Heb 9,27; Rm 14,10 ; II Cor 15,10):
 
  E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo, (Heb 9,27)


Invocar Maria para que interceda por nós como Advogada é pedir que do mesmo jeito que Ela agiu mudando os planos do Senhor, pelo poder materno de sua oração, Ela nos auxilie a encontrar misericórdia diante do trono de Deus (Apo 7,15; Heb 4,16):


" E, tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm vinho. 
 4 Respondeu-lhes Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora.(...)
 11 Assim deu Jesus início aos seus sinais em Caná da Galiléia, e manifestou a sua glória; e os seus discípulos creram nele."(Jo 2, 3-4.11)



Por isso pedimos:

Rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte!







 



quarta-feira, 24 de outubro de 2012

ANÁLISE DA SALVE RAINHA: A VÓS SUSPIRAMOS GEMENDO E CHORANDO NESTE VALE DE LÁGRIMAS







A VÓS SUSPIRAMOS GEMENDO E CHORANDO NESTE VALE DE LÁGRIMAS








 



Nos dirigimos a Maria pedindo sua intercessão, gemendo e chorando, para que se apiede de nós e interceda junto a Deus por nós, o próprio Espírito Santo que habita nela  intercede por nós:







Do mesmo modo também o Espírito nos ajuda na fraqueza; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inexprimíveis.
(Romanos 8,26)


 
27 E aquele que esquadrinha os corações sabe qual é a intenção do Espírito: que ele, segundo a vontade de Deus, intercede pelos santos (os cristãos na terra). (Rm 8,27)

O Espírito Santo, que ora em nós, também ora em Maria, assim Ele intercede por nós, pois somos (a Igreja) um único corpo espiritual em Cristo, e os que habitam os céus podem comunicar suas graças aos que ainda estão na terra.


E o Espírito Santo que guia sua Igreja Católica e Apostólica, nos guia a pedir a intercessão da Mãe de Cristo, pois a intercessão no Cristianismo atinge um valor elevado (I Tim 2,1) (Fil 1,4) (I Tes 1,2) (Ef 6,18) (Tg 5,14-15) (Apo 5,8) e quanto mais se reza melhor (Lc 18,1-8), assim quantos mais intercessores justos por nós também (Pr 15,29) (Jó 42, 7-9).
  
Nossa vida é comparada a um vale de lágrimas, uma prisão:



21 na esperança de que também a própria criação há de ser liberta do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.
22 Porque sabemos que toda a criação, conjuntamente, geme e está com dores de parto até agora;
23 e não só ela, mas até nós, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, aguardando a nossa adoração, a saber, a redenção do nosso corpo. (Rm 8, 21-23)